quinta-feira, 4 de junho de 2015

Padre Caetano Minette de Tillesse - Histórico

Atrás, sua mãe Algusta e seu pai Georges.
À frente, da esquerda para direita, sua irmã Jeane Nadine e o jovem Gaëtan.

Natural de Nederockerzeel, uma cidade perto da capital Bruxelas, na Bélgica, Gaëtan Minette de Tillesse nasceu em 07 de junho de 1925, filho de Georges Minette de Tillesse e da baronesa Algusta de la Zangrye. Padre, escritor, exegeta e fundador do Instituto Religioso Nova Jerusalém, além de idealizador e construtor do Bairro e da Paróquia Cristo Redentor. Foi amado e conhecido simplesmente como Padre Caetano.

Teve três tios e quatro tias por parte de pai, sendo que uma tia tornou-se freira. Pelo lado da mãe teve quatro tias. Fez-nos lembrar que os momentos mais felizes de sua infância viveu em sua residência (Casa dos Tillesses, hoje tombada como patrimônio histórico). Gaëtan foi escoteiro em sua infância, e mesmo tendo os pais sangue aristocrata, passou muitas privações devido a situação da Europa na época em pé de guerra.


Com seus 21 anos de idade, após terminar seus estudos e ter lutado como voluntário na segunda guerra mundial ao lado de seu país ele entrou no mosteiro Cisterciense Trapista de Orval (Bélgica) em 11 de fevereiro de 1946, ali permanecendo até março de 1968, totalizando assim, 22 anos de silêncio, estudo e trabalho. Nesse mesmo ano de sua entrada no mosteiro seu pai veio a falecer. 

O noviço Gaëtan e seu pai Georges durante uma visita.
Durante os seis primeiros meses de seu noviciado ele lê por conta própria toda a Bíblia, e seus superiores notam logo seu amor pela Sagrada Escritura. Dois anos após sua entrada no Mosteiro ele professa os seus primeiros votos em 25/03/1948, onde recebe o nome religioso de "Irmão Georges" em homenagem a seu pai. Faz sua profissão solene (perpétua) na mesma data de 1950 e sua ordenação presbiteral acontece em 26 de julho de 1953 na Catedral da Diocese de Namur, e no dia seguinte presidiu sua primeira missa em seu Mosteiro.


Estudou Filosofia e Teologia no mesmo mosteiro, mas em 1952 foi enviado à Roma para licenciar-se em Teologia na Universidade Gregoriana e em seguida ingressou no Pontifício Instituto Bíblico, onde tirou licenciatura em Bíblia. Durante 11 anos lecionou Bíblia, Liturgia e Novo Testamento em seu mosteiro, sendo ali o único professor de Bíblia. O mosteiro não tinha condições de mandar dois monges a Roma, então Pe. Caetano especializou-se em Antigo e Novo Testamento, possibilitando uma visão completa da Bíblia.


Depois do Concílio Vaticano II, aprofundou no Mosteiro de Orval um estudo sério, pessoal e comunitário sobre a possibilidade de fazer uma fundação diferente, renovada, mais inserida no meio do povo. Após muitas reflexões e orações fez um retiro de 30 dias em Paris com o Padre jesuíta Jean Laplace e consultou os maiores teólogos e diretores espirituais conhecidos. 


Dois dos monges de Orval (Pe. Caetano e Pe. Norberto) pediram a autorização para fazer uma experiência renovada no Brasil, onde chegaram em 28 de março de 1968. Fizeram uma experiência de 8 meses em Salvador/ BA, acolhidos carinhosamente no Mosteiro de São Bento e trabalhando na favela do Pau Miúdo. Mesmo assim, Pe. Caetano ouve falar em uma das maiores favelas da América Latina, localizada no Ceará. Em novembro de 1968 optaram definitivamente por morar e trabalhar na cidade de Fortaleza/ CE, onde decidiram pelo sofrido e marginalizado bairro do Pirambú que na época ocupava todo liroral Oeste de Fortaleza. Juntamente com o Padre (mais tarde bispo) Helio Campos faz um grande trabalho religioso e comunitário com esse povo.


Por se tratar de um intelectual europeu, Pe. Caetano é cogitado para assumir uma Paróquia na área nobre de Fortaleza, e ainda a ser pregador de Retiro do Clero da Arquidiocese, mas ele rejeita qualquer proposta do tipo, prefere o trabalho com os mais simples, com os pescadores e migrantes vindo de vários municípios do Estado. Para facilitar a evangelização e administração comunitária, Pe. Caetano cria em 25/01/1969 a Paróquia Cristo Redentor, e mais tarde, em 1974, um bairro com o mesmo nome, além do Centro Comunitário Cristo Redentor e uma série de benfeitorias como creches, escolas, rede de esgoto, pavimentações, casas etc.


A experiência com o Cristo Ressuscitado por meio de seu Espírito Santo na comunidade paroquial Cristo Redentor gerou muitas conversões; desde a década de 1970 foram surgindo muitas vocações sacerdotais e religiosas. Um grupo de 12 rapazes, e depois um grupo de moças pedem para serem dirigidos espiritualmente pelo Padre, que contou mais tarde com a ajuda da Irmã Maria dos Anjos, ex religiosa da Congregação Filhas de Santa Tereza. Num encontro de um grupo de oração carismático, durante um momento de oração é dirigido-lhes uma profecia que dizia: "Eis que farei em vosso meio uma Nova Jerusalém". Com esse "estalo" Padre Caetano sentiu que realmente Deus estava querendo fazer brotar dali um instituto novo, para uma realidade nova, num continente novo. Surge assim, canonicamente em 11/01/1981 o Instituto Religioso Nova Jerusalém, que tem como carisma um amor todo especial pela Palavra de Deus.

2 comentários:

Unknown disse...

Homem que viveu conforme os ensinos de Jesus. Viveu dentro das Leis de Deus. Um grande Homem. Amou a Humanidade. Amou o Brasil.

Unknown disse...

Pe. Caetano é simplesmente um grande humilde servo de Deus.

Postar um comentário